A sul-africana Demi-Leigh Nel-Peters praticamente acabou de ser coroada Miss Universo 2017 e o Curiosando mantém a tradição de dar a largada para a edição seguinte, que será a 67ª.

Sim, acredite, já temos candidatas eleitas para o Miss Universo 2018! Até a Miss Brasil 2018 será conhecida mais cedo dessa vez (tudo indica que no mês de maio); agradeça à Copa do Mundo e eleições por esta proeza.

+Veja também as vencedoras do Miss Universo mais lindas de todos os tempos

Depois que Donald Trump vendeu a franquia Universo para a WME-IMG (que aliás agora se chama “Endeavor“, uma nova holding que reúne todas as marcas do grupo, incluindo o próprio Miss Universo e o Miss Estados Unidos), uma mudança de rumo ficou bem clara: a diversidade das vencedoras. Se antes as sul-americanas dominavam a competição, a partir de 2015 tivemos um verdadeiro rodízio de continentes: Demi-Leigh (da África) foi coroada por Iris Mittenaere (Europa), que recebeu a coroa de Pia Wurtzbach (Ásia) que sucedeu Paulina Vega (América do Sul) e última da “era Trump”. Se essa coincidência se mantiver, a Miss Universo 2018 virá da Oceania ou novamente das Américas; chance para a brasileira.

Claro que é apenas uma hipótese, mas os resultados não deixam de ser curiosos.

Enquete do Miss Universo 2018

Por que uma Miss Brasil não vence? Desde 2007 uma brasileira não chega tão perto de ganhar a coroa que não vemos há 50 anos. E após a chegada da Be Emotion (e da Endeavor) nem TOP 5 aconteceu. Afinal, o que falta?

O Miss Universo

O Miss Universo é um dos eventos televisivos mais assistidos do planeta; mais de 1 bilhão acompanham a coroação anualmente. E mesmo com essa importância o Brasil parece ter desistido de conquistar a terceira coroa. Digo isso pela falta de apoio, pouco tempo de preparação e exibição do evento gravado ao invés de ao vivo (por isso faço questão de parabenizar a TNT que sempre transmite em tempo real), para citar só alguns pontos; tomara que isso mude em 2018. Por falar em TNT, achei uma grande bobagem de algumas pessoas que passaram a ofender Natália Guimarães, Miss Brasil e vice-Miss Universo 2007, apenas por ela ter manifestado torcida pela sul-africana e peruana. É proibido torcer por outra candidata além da Miss Brasil?

Apenas duas brasileiras foram coroadas: Ieda Maria Vargas (gaúcha) em 1963 e Martha Vasconcellos (baiana) em 1968. Faz “apenas” 50 anos que uma Miss Brasil não recebe a cobiçada faixa de Miss Universo. Mas jejuns existem para serem quebrados; quem sabe seja agora?

O local é incerto, bem como a data, mas o Planet Hollywood Resort & Casino, em Las Vegas (EUA) já pode ser apontado como provável sede, apesar dos famosos boatos que já rondam os noticiários. Começando com Peru e Filipinas, como prováveis opções.

Steve Harvey e Ashley Graham se firmaram na apresentação e entrevistas de bastidores, respectivamente, então não há razão para que ambos não continuem em suas funções.

A tão criticada divisão por grupos do TOP 16 também não atrapalhou. Até porque, além dos continentes, têm 4 vagas que podem “salvar” eventuais injustiçadas. Lembrando que a divisão ficou da seguinte forma: Grupo 1 (Américas); Grupo 2 (Europa); Grupo 3 (África, Ásia e Oceania) e Grupo 4 (aleatório).

Países que já conquistaram o Miss Universo

Esta seção atualizada estará sempre no post mais recente do Miss Universo | Estados Unidos e Venezuela encabeçam o ranking dos maiores vencedores; veja quais são:

Américas (35 vencedoras)

Estados Unidos (8)
Venezuela (7)
Porto Rico (5)
Brasil (2)
Canadá (2)
Colômbia (2)
México (2)
Trinidad e Tobago (2)
Argentina (1)
Chile (1)
Panamá (1)
Peru (1)
República Dominicana (1)

Europa (12 vencedoras)

Suécia (3)
França (2)
Finlândia (2)
Alemanha (1)
Espanha (1)
Grécia (1)
Holanda (1)
Noruega (1)

Ásia (11 vencedoras)

Filipinas (3)
Índia (2)
Japão (2)
Tailândia (2)
Israel (1)
Líbano (1)

África (5 vencedoras)

África do Sul (2)
Angola (1)
Botsuana (1)
Namíbia (1)

Oceania (3 vencedoras)

Austrália (2)
Nova Zelândia (1)

Miss Universo 2018: candidatas já eleitas

E agora as prováveis candidatas que já se preparam para o Miss Universo 2018; lembrando que alguns países podem não aparecer na lista final, que depende de acertos ($) entre as franquias nacionais e a Endeavor (antiga IMG), atual dona do MUO (Miss Universe Organization):

Miss Bélgica 2018 – Angeline Flor Pua

22 anos e 1,73 cm
Miss Bélgica 2018 - Angeline Flor Pua

Miss Camboja 2018 – Rern Nat

22 anos e 170 cm
Miss Camboja 2018 - Rern Nat

Miss Cazaquistão 2018 – Sabina Azimbayeva

18 anos e 178 cm
Miss Cazaquistão 2018 - Sabina Azimbayeva

Miss França 2018 – Maëva Coucke

23 anos e 176 cm
Miss França 2018 - Maëva Coucke

Miss Geórgia 2018 – Lara Yan

179 cm
Miss Geórgia 2018 - Lara Yan

Miss Malásia 2018 – Jane Teoh

20 anos e 1,78 cm
Miss Malásia 2018 - Jane Teoh

Miss Myanmar 2018 – Hnin Thway Yu Aung

21 anos e 168 cm
Miss Myanmar 2018 - Hnin Thway Yu Aung

Miss Peru 2018 – Romina Lozano

20 anos e 178 cm
Miss Peru 2018 - Romina Lozano

Miss Polônia 2018 – Agata Biernat

27 anos e 182 cm
Miss Polônia 2018 - Agata Biernat

Miss Sérvia 2018 – Maja Marcic

AINDA NÃO CONFIRMADA – 26 anos
Miss Sérvia 2018 - Maja Marcic

Miss Venezuela 2018 – Sthefany Gutierrez

19 anos e 180 cm
Miss Venezuela 2018 - Sthefany Gutierrez

Miss Vietnã 2018 – H’Hen Niê

25 anos e 1,73 cm
Miss Vietnã 2018 - H'Hen Niê

Fotos: Reprodução/Instagram/Facebook

É isso. Acompanhe e comente sobre o Miss Universo 2018.