Em homenagem ao Dia Internacional da Mulher resolvi destacar algumas das mulheres mais importantes de todos os tempos, o que não é nada fácil.

Personalidades marcantes, como Cleópatra e Anita Garibaldi, por exemplo, não poderiam faltar na lista. Confira os nomes e fique à vontade para indicar belas personalidades que não foram incluídas.

Aqui você manda!

+Mulheres mais ricas do mundo

Cleópatra

Cleópatra

É uma das mulheres mais conhecidas da história da humanidade. Foi uma grande negociante, estrategista militar, falava seis idiomas e conhecia filosofia, literatura e arte. (Imagem: Busto de Cleópatra em Berlim)

Joana d’Arc

Joana d'Arc

Francesa, heroína da Guerra dos Cem Anos, durante a qual tomou partido pelos Armagnacs, na luta contra os borguinhões e os aliados ingleses. Descendente de camponeses, gente modesta e analfabeta, foi uma mártir canonizada em 1920, quase cinco séculos depois de ter sido queimada viva. (Imagem: A Prisão de Joana D’Arc / Adolphe Alexandre Dillens)

Carlota Joaquina

Carlota Joaquina

Espanhola que foi princesa do Brasil e rainha de Portugal por seu casamento com D. João VI de Bragança. Ficou conhecida como A Megera de Queluz, pela sua personalidade forte e porque foi isolada no Palácio de Queluz, nos arredores de Lisboa por ter conspirado contra o príncipe. (Imagem: Manuel António de Castro)

Princesa Isabel

Princesa Isabel

Foi a última princesa imperial do Brasil e regente do Império por três ocasiões, na qualidade de herdeira de seu pai, o imperador Dom Pedro II, e da imperatriz Dona Teresa Cristina de Bourbon-Duas Sicílias. Foi a terceira Chefe de Estado brasileira após sua avó Leopoldina e sua trisavó Dona Maria I. Foi cognominada a Redentora por ter, através da Lei Áurea, abolido a escravidão no Brasil.

Maria Quitéria

Maria Quitéria

Nascida em Feira de Santana, 27 de julho de 1792, foi militar brasileira, heroína da Guerra da Independência. Considerada a Joana d’Arc brasileira, é a ‘patrono’ do Quadro Complementar de Oficiais do Exército Brasileiro.

Anita Garibaldi

Anita Garibaldi

Ana Maria de Jesus Ribeiro, mais conhecida como Anita Garibaldi, nasceu em Laguna (SC) em 30 de agosto de 1821 e morreu em Mandriole, Itália em 4 de agosto de 1849. Foi a companheira do revolucionário Giuseppe Garibaldi, sendo conhecida como a “Heroína dos Dois Mundos”. É considerada uma das mulheres mais fortes e corajosas da história.

Mata Hari

Mata Hari

Margaretha Gertruida Zelle, conhecida muldialmente como “Mata Hari”, foi uma dançarina exótica dos Países Baixos acusada de espionagem que foi condenada à morte por fuzilamento, durante a Primeira Guerra Mundial. Em diferentes ocasiões sua vida foi alvo da curiosidade de biógrafos, romancistas e cineastas. Ao longo do tempo, Mata Hari transformou-se em uma espécie de símbolo da ousadia feminina.

Cora Coralina

Cora Coralina

Seu verdadeiro nome era Ana Lins dos Guimarães Peixoto Bretas, nascida em Goiás, em 20 de agosto de 1889 foi uma poetisa e contista brasileira. Cora Coralina é uma das principais escritoras brasileiras e um verdadeiro exemplo. Publicou seu primeiro livro aos 76 anos de idade.

Carmen Miranda

Carmen Miranda

Carmen Miranda ou Maria do Carmo Miranda da Cunha, nasceu em 5 de agosto de 1955. Seu sucesso não ficou restrito ao Brasil; se estendeu pelos Estados Unidos. Já trabalhou em rádio, teatro, cinema e televisão

Madre Teresa de Calcutá

Madre Teresa de Calcutá

Agnes Gonxha Bojaxhiu conhecida mundialmente como Madre Teresa de Calcutá ou Beata Teresa de Calcutá foi uma missionária católica albanesa, nascida na República da Macedônia e naturalizada indiana, beatificada pela Igreja Católica em 2003. Considerada por muitos como a missionária do século XX.

Evita Perón

Evita Perón

María Eva Duarte de Perón, conhecida como Evita, foi atriz e líder política argentina. Tornou-se primeira-dama da Argentina quando o general Juan Domingo Perón foi eleito presidente. Para muitos, Eva Perón foi, na verdade, a única voz retumbante no coração do povo pobre e trabalhador da Argentina.

Princesa Diana

Princesa Diana

Nascida Diana Frances Spencer foi a primeira esposa de Charles, Príncipe de Gales, filho mais velho e herdeiro da Rainha Elizabeth II. Seus dois filhos, os príncipes William e Harry.

Após seu casamento tornou-se uma das mulheres mais famosas do mundo, admirada principalmente por seu trabalho de caridade em especial por seu envolvimento no combate à AIDS e na campanha internacional contra as minas terrestres.

Margaret Thatcher

Margaret Thatcher

Primeira mulher a ocupar o cargo de chefe do Governo na Grã-Bretanha. Entre 1970 e 1974, foi ministra da Educação e dos Assuntos Científicos no Governo de Edward Heath, ao qual substituiu na liderança do Partido Conservador em 1975. Após a derrota dos Trabalhistas de James Callaghan, formou governo em 1979.

Maria da Penha

Maria da Penha

Maria da Penha Maia Fernandes é uma brasileira que lutou para que seu agressor viesse a ser condenado. Com 60 anos e três filhas, é líder de movimentos de defesa dos direitos da mulher, vítima emblemática de violência doméstica. Em 7 de agosto de 2006, foi sancionada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva a Lei Maria da Penha, que aumenta o rigor das punições às agressões contra a mulher, quando ocorridas no ambiente doméstico ou familiar. Na prática a lei precisa e muito evoluir, mas foi sem dúvida um passo importantíssimo. (Crédito: Maradona/Secom)

Yoani Sánchez

Yoani Sánchez

Licenciada em Filologia em 2000 pela Universidade de Havana, alcançou fama internacional e inúmeros prêmios por seus artigos e suas críticas sobre a situação social de Cuba sob o governo do ditador Fidel Castro e de seu sucessor, Raúl Castro. É conhecida por seu blog Generación Y, editado desde abril de 2007, com dificuldades porque não pode acessá-lo de casa; motivo que a levou a se definir como uma blogueira “cega”. A revista Time a incluiu em sua lista de “cem pessoas mais influentes de 2008”, dizendo que “debaixo do nariz de um regime que nunca tolerou dissensão, Sánchez exerce um direito não garantido aos jornalistas que trabalham com papel: liberdade de expressão”.

Dilma Rousseff

Esta teve o poder nas mãos para fazer parte desta lista de forma positiva. Apesar de não ter votado nela, torci para que fizesse um governo competente e principalmente decente, mas deu no que deu…

Você!

Mãe, Filha e, claro, leitora que me prestigia com sua nobre visita. Muitíssimo obrigado e Parabéns pelo seu dia!

42 Comentários

  1. Marcelo a liberdade esta dentro da sua mente, você é que a libera ou não e basta cumprir um só mandamento para ser correto e feliz, ” trata o teu semelhante como a ti mesmo” o resto é comercio.

  2. Ei Claudio eu te pergunto, já que você afirma com tanta autoridade, típica de um sabedor cabal, dos números que nos mostra, quantos civis morreram no Japão durante a segunda guerra? quantos civis morreram quando o pioneiros americanos foram fazendo reforma agrária à bala nas terras dos ameríndios, Comanches, Moicanos e outros, que nem conhecemos o nome por terem sido exterminados, você meu caro cita Stalin e Hitler como se eles não fossem produtos da mesma manipulação, você sabe quem entupiu a Alemanha de ferro e insumos para a industria da guerra??? tanto de um lado como do outro??? quem vendeu mais de dez mil aviões para URSS atacar os seus antigos aliados secreto??? Quem atira um povo contra o outro e depois vende armas para os dois lados, por uma via oficial e outra no mercado negro???? quantos milhares de negros e chineses morreram em minas de ouro e na lavoura e onde foi mesmo que isso aconteceu???? há isso é mentira??? é estória conspirativa???? por favor, não tripudie na inteligência dos outros!!!Há alguma diferença entre um ditador individual e uma ditadura de um grupo hegemônico que se instala no poder e que canta a sua ditadura em uníssono e a impõe não só dentro da sua fronteira, mas fora também??? ditadura é ditadura, individual ou coletiva de esquerda ou de direita, assumida ou dissimulada!!! tudo é ditadura, você perceba ou não, ela existe mesmo que você faça de conta que não, por concordar com ela ou com eles!!!

  3. Epa opa!!! ” Maria do Carmo Miranda da Cunha, nasceu em 5 de agosto de 1955″. O que é isso????? E quanto a Dilma Vana, você pode não ter votado nela ou não gostar dela ou não gostar da forma que ela participa do poder, que não é só dela, não se esqueça que no Brasil temos três poderes, mesmo a oposição faz parte deste poder, já que tudo o que fazem é em função do voto, (poder) recebido. Portanto ela merece sim, pela sua história individual, estar aqui nesta galeria, ela foi mais macho que muito político profissional que anda por aí.

    • Lista estranhíssima. Como a Dilma pode entrar nessa lista sendo ladra confessa do cofre do ex-governador de São Paulo, Adhemar de Barros? Então temos como presidenta uma ladra? Como instruir o povo brasileiro a não cometer crimes tendo uma presidente ladra? E depois ainda diz que foi torturada pela ditadura. Ora bolas. Tenho mãe e tias que passaram pela ditadura e não sofreram um arranhão, nunca foram presas ou tiveram problemas. Queriam implantar um regime comunista e se deram mal. Comunismo/Socialismo = 100 milhões de mortos. Quem foi pior, Hitler ou Stalin e sua gangue vermelha? Façam-me o favor. Cadê na lista Rita Levi Montalcini, Lise Meitner, Françoise Barré-Sinousi (simplesmente descobriu o vírus da AIDS, só isso), Marie Curie, Mileva Maric (que carregou Einstein nas costas) etc, etc. E perdoe-me, Cleópatra??? Uma déspota? O fato de ser historicamente conhecida não a torna importante no ponto de vista da humanidade, porque se for seguir nessa linha fica faltando na lista Dalila, Messalina, Jezebel, Tati Quebra-Barraco, Salomé… Desculpe a franqueza e sem ressentimentos, não me leve a mal, mas sua lista é no mínimo limitada intelectualmente. Quando comecei a ler esperava muito mais. A intensão foi ótima, mas fica a ressalva.

  4. Parece que esta faltando uma heroina entre as outras citadas acima.

    Nossa querida e eternamente zilda Arns.

    Ela merece todos os elogios do mundo!!!

    Lura Souza

  5. Parabéns para a mulher, não só nesse dia, mas em todos os dias do ano.
    Adominação humana pela força bruta, foi o que fez da sociedade humana ficar marchista e insensível ao sexo oposto. A igreja, com seus dógmas conservadores, contribuiu para piorar mais ainda a situação da mulher.
    Felizmente hoje a coisa está melhorando, a mulher poder viver com igualdade de direitos, não em todos os países, o que seria o ideal, mas estamos evoluindo.
    Com racionalidade um dia chegaremos lá, pena que a maioria da humanidade ainda não é racional.
    Cabe a mulher, como mãe e educadora, moldar seus filhos homens, para não serem marchistas e valorizarem mais a mulher.
    Mais duas mulheres que foram importante e que merecem serem lembradas nesse dia especial:
    Roza Maria Paulina da Fonseca (1802-1873), mãe do Marechal Deodoro, o 1º presidente do Brasil.
    Marie Curie, física polonesa e ganhadora de dois premios Nobel, um de física outro de química. http://pt.wikipedia.org/wiki/Marie_Curie

  6. O que é o normal?

    Talvez a realidade do mundo esteja dentro do ser pensante que determina seus conceitos em leis e normas reguladoras da moral, princípios criados por uma sociedade de hipócrita.

    Ser normal é simplesmente aceitar esses princípios e cumprir rigorosamente as normas as leis a constituição, para não dá. Não agüento mais tantas leis. E se eu fosse na rua e andasse nu. Opa! Não pode. É, impossível ser louco. É melhor ser normal do que ser morto como JESUS, RAUL SEIXAS, THE GUEVARA, e todos aqueles que se meteram com o sistema.

    Eu vejo um mundo de “anormais”, que querem ser “normal” impondo suas ordens aos semelhantes. Vejamos um exemplo claro da besteira humana:- Um médico estuda a mente humana por longos anos, e depois de formado pelo sistema, não sabe o que seu paciente tem, passa ou prescreve uma droga controlada que seda o sistema nervoso do coitado deixando dependente para o resto da vida miserável. Quando não, interna essa vítima para gerar mais rentabilidade em seu bolso. Em tão acho que o sistema capitalista é normal como também os pacientes dos manicômios e aqueles que rasgam uma nota de cem com a consciência de que fez o que fez, porque não aceita mais os normais mandarem em sua vida. Entenda isso com uma visão filosófica da vida cotidiana, um mundo de normais criado para loucos seguirem seus conceitos, suas leis, seus costumes, será mesmo que ser louco é não aceitar este modo de vida que me deram? Eu não pedi para nascer, mas tenho que pagar para viver, caso o contrário serei louco.

    É: tudo na vida tem um preço, eu não posso lutar com isso e tenho que aceitar o que querem fazer com minha vida, é o preço para não ser louco ou acabar preso pelo sistema jurídico criado por um louco inteligente.

    Eu sou louco resguardado pela Constituição Federal que dar o direito de liberdade filosófica, artística e cultural regulado pelo sistema jurídico. Devo agradecer se conseguir atingir ou despertar outra mente louca para interagir sobre estes assuntos, ou quem sabe ser preso, por não fazer do jeito que fui ensinado pelos meus pais, pela igreja, o trabalho, a Constituição o sistema capitalista.

    Meu mundo é só meu, e para participar terá que nascer de novo, ou encontrar o caminho da verdade que tanto o CRISTO falou.

    Atenciosamente.

    Marcelo

  7. OLá Rodrigo

    Acesso o curiosando td dia, indico sempre, pq sempre tem alguem q olha e pergunta olha q site eh esse..

    Bem este comentário é sobre a matéria acima rsrssrs, e realmente tds com mérito do feito na história, mulheres fortes, lindas e com garra.

    E agradeço a papai do céu por ter nascido nesse sexo frágil q se mostra cada vez mais força.!

DEIXE UMA RESPOSTA