No Brasil acontecem 14% de todos os homicídios do planeta. Em agosto de 2019 o Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) em conjunto com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública divulgaram o estudo Atlas da Violência 2019 – Retratos dos Municípios. O estudo mostra que 50% dos 65.602 homicídios ocorridos no Brasil no ano de 2017 aconteceram em apenas 2,1% dos municípios brasileiros.

Escancarando ainda mais o absurdo: o Brasil tem 5.570 municípios, mas 32.801 mortes aconteceram em apenas 120 cidades.

E mais grave, a análise dos municípios mais violentos demonstra que 50% dos homicídios se concentram em menos de 10% dos bairros das respectivas cidades.

Em 2018 o número de mortes violentas caiu 10,4%, mas ainda é assustador saber que aconteceram 57.341 homicídios.

Outro crime gravíssimo que deveria ter mais atenção dos governos é o de estupro.

Ainda no ano de 2018, foram 180 estupros por dia – 66 mil casos; o maior índice desde o ano de 2009. 76% das vítimas conhecem o abusador.

Quais as cidades mais seguras do mundo em 2019?

Dando uma pausa na violência, vemos a outra ponta do gráfico, ou seja as cidades mais seguras do mundo. Quem faz este estudo é a revista britânica “The Economist“, que divulga a lista de dois em dois anos, desde 2015.

Na verdade é algo muito restrito, já que eles monitoram apenas 60 cidades, avaliando 50 indicadores sobre: crimes cibernéticos, nível de infraestrutura, saúde e segurança pessoal.

No caso de Tóquio, a liderança se deve ao desempenho na prevenção de desastres naturais, além das taxas de ataques cibernéticos e criminalidade muito baixas. De qualquer modo, apontam que Tóquio não está imune à corrupção nem ao crime organizado. Veja o TOP 10:

1ª. Tóquio (Japão)
2ª. Singapura
3ª. Osaka (Japão)
4ª. Amsterdã (Holanda)
5ª. Sydney (Austrália)
6ª. Toronto (Canadá)
7ª. Washington (EUA)
8ª. Copenhague (Dinamarca)
9ª. Seul (Coreia do Sul)
10ª. Melbourne (Austrália)

Colocação de outras cidades importantes:

14ª. Londres (Inglaterra)
15ª. Nova York (EUA)
31ª. Pequim (China)
32ª. Xangai (China)
29ª. Milão (Itália)
30ª. Roma (Itália)

59ª. Lagos (Nigéria) e 60ª Caracas fecham o ranking.

Voltando a nossa realidade, o triste é saber que, ainda segundo o relatório do Fórum, apenas 7,5% das vítimas notificam a polícia, ou seja, este número de casos é absurdamente maior. Nos EUA, por exemplo, a estimativa é que 16% a 32% das vítimas notifiquem as autoridades, número também pequeno, mas muito maior do que aqui.

Sem falar no número de 1.206 vítimas de feminicídio e 263.067 boletins registrados sobre agressão doméstica.

O Atlas da Violência dos municípios brasileiros, atualizado em 05 de agosto de 2019 e divulgado pelo Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) e FBSP (Fórum Brasileiro de Segurança Pública) mostra que das 20 cidades (que têm acima de 100 mil habitantes) mais violentas do país, 18 estão nas regiões Norte e Nordeste do Brasil.

Os dados de mortes violentas são referentes ao ano de 2017 e foram divulgados pelo próprio Ministério da Saúde.

Segundo o estudo, o custo econômico da violência equivale a cerca de 5,9% do PIB, ou o equivalente a 373 bilhões de reais, pois afeta o preço de bens e serviços. São gastos com segurança privada, seguros, sistema de saúde pública, segurança pública (polícias) e sistema prisional, por exemplo.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) também divulga números da violência pelo mundo. Os mais recentes, divulgados em abril de 2019, trazem dados igualmente desoladores, confirmando o Brasil como o país com o maior número de assassinatos: 64,9 mil homicídios. O número se refere a 2016 que foi o último em que a entidade conta com dados de 190 países.

Na sequência aparece a Índia com 54 mil homicídios. Em terceiro lugar aparece o México com 21,5 mil mortos, e EUA com 21 mil na quarta posição.

Colômbia (20,9 mil), África do Sul e Paquistão (18,5 mil) e Nigéria, Rússia e Venezuela (15,5 mil homicídios em cada país) completam o TOP 10.

Enquete: Violência no Brasil

Participe e vote em nossa enquete:

Na enquete que estava no ar anteriormente o resultado foi:

Enquete segurança

Mas voltando aos dados do Ipea e Fórum Brasileiro de Segurança Pública:

Cidades mais violentas do Brasil – 2019

Esta é a lista das 10 cidades, com mais de 100 mil habitantes, mais violentas do Brasil:

1. Maracanaú (CE) 145,7 homicídios para cada 100 mil habitantes
2. Altamira (PA) 133,7
3. São Gonçalo do Amarante (RN) 131,2
4. Simões Filho (BA) 119,9
5. Queimados (RJ) 115,6
6. Alvorada (RS) 112,6
7. Marituba (PA) 100,1
8. Porto Seguro (BA) 101,6
9. Lauro de Freitas (BA) 99
10. Camaçari (BA) 98,1 homicídios para cada 100 mil habitantes

As capitais mais violentas do país – 2019

Já quando se fala em capitais mais violentas do país, Fortaleza (Ceará) lidera o ranking com taxa de 87,9 homicídios para cada 100 mil habitantes. Segundo o estudo, a explicação para este número absurdo é a disputa entre facções criminosas, na época em que os dados foram apurados. Veja o ranking das capitais e suas respectivas taxas de homicídios para cada 100 mil habitantes:

1. Fortaleza (CE) 87,9 homicídios para cada 100 mil habitantes
2. Rio Branco (AC) 85,3
3. Belém (PA) 74,3
4. Natal (RN) 73,4
5. Salvador (BA) 63,5
6. Maceió (AL) 60,2
7. Recife (PE) 58,4
8. Aracaju (SE) 57,4
9. Manaus (AM) 55,9
10. Macapá (AP) 54,1
11. Boa Vista (RR) 48,9
12. Porto Alegre (RS) 47
13. São Luís (MA) 46,9
14. Goiânia (GO) 40,7
15. Teresina (PI) 39,4
16. João Pessoa (PB) 38,9
17. Porto Velho (RO) 36
18. Rio de Janeiro (RJ) 35,6
19. Palmas (TO) 33,5
20. Vitória (ES) 30,6
21. Florianópolis (SC) 30
22. Cuiabá (MT) 28,8
23. Belo Horizonte (MG) 26,7
24. Curitiba (PR) 24,6
25. Brasília (DF) 20,5
26. Campo Grande (MS) 18,8
27. São Paulo (SP) 13,2 homicídios para cada 100 mil habitantes

Taxa de homicídio dos Estados – 2019

Estas são as taxas de homicídios para cada 100 mil habitantes de todos os Estados do Brasil no ano de 2017, o último divulgado pelo estudo; o Estado mais violento é Rio Grande do Norte enquanto o menos violento, acredite, é São Paulo:

Acre (62,2 homicídios para cada 100 mil habitantes)
Alagoas (53,7)
Amapá (48)
Amazonas (41,2)
Bahia (48,8)
Ceará (60,2)
Distrito Federal (20,1)
Espírito Santo (37,9)
Goiás (42,8)
Maranhão (31,1)
Mato Grosso (32,9)
Mato Grosso do Sul (24,3)
Minas Gerais (20,4)
Pará (54,7)
Paraíba (33,3)
Paraná (24,4)
Pernambuco (57,2)
Piauí (19,4)
Rio de Janeiro (38,4)
Rio Grande do Norte (62,8)
Rio Grande do Sul (29,3)
Rondônia (30,7)
Roraima (47,5)
Santa Catarina (15,2)
São Paulo (10,3)
Sergipe (57,4)
Tocantins (35,9 homicídios para cada 100 mil habitantes)

Cidades MENOS violentas do Brasil – 2019

Agora uma pausa para destacar as cidades com as menores taxas de homicídios do Brasil, entre as que contam com mais de 100 mil moradores, lembre-se:

1. Jaú (SP) 2,7 homicídios para cada 100 mil habitantes
2. Indaiatuba (SP) 3,5
3. Valinhos (SP) 4,7
4. Jaraguá do Sul (SC) 5,5
5. Brusque (SC) 5,8
6. Jundiaí (SP) 6,1
7. Limeira (SP) 7,7
7. Americana (SP) 7,7
7. Bragança Paulista (SP) 7,7
10. Santos (SP) 7,8 homicídios para cada 100 mil habitantes

Samira Bueno, diretora do Fórum de Segurança, faz uma comparação que deixa claro o absurdo que vivemos:

“Em 20 anos, entre 1955 e 1975, morreram 1,1 milhão de pessoas no Vietnã. No Brasil, em 20 anos, entre 1995 e 2015 morreram 1,3 milhão.”

Daniel Cerqueira , pesquisar do Ipea, faz outra comparação igualmente alarmante:

“Apenas em três semanas são assassinadas no Brasil mais pessoas do que o total de mortos em todos os ataques terroristas no mundo nos cinco primeiros meses de 2017 e que envolvem 498 casos, resultando em 3.314 vítimas fatais.”

Outros dados sobre a violência

Veja números tristes divulgados ano passado:

Alagoas lidera o triste ranking dos estados com a maior taxa (63) enquanto Santa Catarina aparece na outra ponta, com taxa de 12,7.

A taxa de homicídios de homens jovens (entre 15 e 29 anos) é de 113,2 para cada 100 mil habitantes.

Estes são números de um levantamento exclusivo realizado pelo portal G1, com base em dados obtidos de todas as Secretarias da Segurança dos 26 estados mais o Distrito Federal.

Existe ainda o conhecido relatório “Mapa da Violência“, realizado pelo sociólogo Julio Jacobo Waiselfisz, desde 1998. Você pode encontrar alguns dados importantes deste estudo mais abaixo, depois dos rankings principais.

Julio Jacobo diz que a grande dificuldade em se obter dados confiáveis reside no fato de não haver padronização na forma de registro. Os governos, muitas vezes, omitem informações, diz ele.

“Há um problema de que cada estado entende homicídio de uma forma diferente. Para alguns, latrocínio entra. Em outros, se há sequestro com morte, não é registrado. Há muitos encontros de cadáver que aparecem como averiguação”.

Ou seja, este número absurdo, que coloca o Brasil como o país com maior número de assassinatos do mundo, pode ser ainda maior, muito maior.

Agora confira alguns rankings que mostram o tamanho exato da violência em nosso país:

Ranking do número de habitantes para cada PM

Veja quantos habitantes existem para cada Policial Militar em todos os estados brasileiros, classificados da pior para a melhor taxa:

Maranhão (MA)

816 habitantes para cada PM
Efetivo total: 8.400 policiais militares

Piauí (PI)

796 habitantes para cada PM
Efetivo total:4.015 policiais militares

Santa Catarina (SC)

612 habitantes para cada PM
Efetivo total: 11.000 policiais militares

Paraná (PR)

554 habitantes para cada PM
Efetivo total: 20.000 policiais militares

Ceará (CE)

544 habitantes para cada PM
Efetivo total: 16.245 policiais militares

Pará (PA)

538 habitantes para cada PM
Efetivo total: 15.000 policiais militares

Rio Grande do Sul (RS)

528 habitantes para cada PM
Efetivo total: 21.208 policiais militares

Minas Gerais (MG)

518 habitantes para cada PM
Efetivo total: 40.000 policiais militares

Mato Grosso do Sul (MS)

504 habitantes para cada PM
Efetivo total: 5.200 policiais militares

Bahia (BA)

504 habitantes para cada PM
Efetivo total: 30.000 policiais militares

Goiás (GO)

502 habitantes para cada PM
Efetivo total: 13.000 policiais militares

Mato Grosso (MT)

501 habitantes para cada PM
Efetivo total: 6.434 policiais militares

São Paulo (SP)

491 habitantes para cada PM
Efetivo total: 89.719 policiais militares

Alagoas (AL)

474 habitantes para cada PM
Efetivo total: 7.000 policiais militares

Pernambuco (PE)

460 habitantes para cada PM
Efetivo total: 20.155 policiais militares

Paraíba (PB)

423 habitantes para cada PM
Efetivo total: 9.326 policiais militares

Sergipe (SE)

412 habitantes para cada PM
Efetivo total: 5.391 policiais militares

Amazonas (AM)

387 habitantes para cada PM
Efetivo total: 10.000 policiais militares

Rio Grande do Norte (RN)

387 habitantes para cada PM
Efetivo total: 8.800 policiais militares

Espírito Santo (ES)

373 habitantes para cada PM
Efetivo total: 10.423 policiais militares

Tocantins (TO)

371 habitantes para cada PM
Efetivo total: 4.035 policiais militares

Rondônia (RO)

347 habitantes para cada PM
Efetivo total: 4.930 policiais militares

Rio de Janeiro (RJ)

345 habitantes para cada PM
Efetivo total: 47.678 policiais militares

Roraima (RR)

331 habitantes para cada PM
Efetivo total: 1.501 policiais militares

Acre (AC)

293 habitantes para cada PM
Efetivo total: 2.700 policiais militares

Amapá (AP)

207 habitantes para cada PM
Efetivo total: 3.635 policiais militares

Distrito Federal (DF)

190 habitantes para cada PM
Efetivo total: 15.022 policiais militares

Fonte: G1

Cidades mais violentas do mundo – edição 2018

O Brasil é o país com o maior número de cidades entre as 50 áreas urbanas mais violentas do mundo, segundo ranking divulgado em março de 2018 pela organização de sociedade civil mexicana Segurança, Justiça e Paz.

São 17 cidades brasileiras com mais de 300 mil habitantes

A organização usa como critério a taxa de homicídios por 100 mil habitantes oficial em cidades de 300 mil habitantes ou mais, além de fontes jornalísticas e informes de ONGs e organismos internacionais.

Posição Cidade País Homicídios Habitantes Taxa por cada mil habitantes

1. Los Cabos (México) 365 homicídios (111,33 por cada mil habitantes)
2. Caracas (Venezuela) 3.387 homicídios (111,19 por cada mil habitantes)
3. Acapulco (México) 910 homicídios (106,63 por cada mil habitantes)
4. Natal (Brasil) 1.378 homicídios (102,56 por cada mil habitantes)
5. Tijuana (México) 1.897 homicídios (100,77 por cada mil habitantes)
6. La Paz (México) 259 homicídios (84,79 por cada mil habitantes)
7. Fortaleza (Brasil) 3.270 homicídios (83,48 por cada mil habitantes)
8. Victoria (México) 301 homicídios (83,32 por cada mil habitantes)
9. Guayana (Venezuela) 728 homicídios (80,28 por cada mil habitantes)
10. Belém (Brasil) 1.743 homicídios (71,38 por cada mil habitantes)

Outras cidades brasileiras da lista

11. Vitória da Conquista (245 homicídios) 70,26 por cada mil habitantes

14. Maceió (658 homicídios) 63,94 por cada mil habitantes

18. Aracaju (560 homicídios) 58,88 por cada mil habitantes

19. Feira de Santana (369 homicídios) 58,81 por cada mil habitantes

22. Recife (2.180 homicídios) 54,96 por cada mil habitantes

25. Salvador (2.071 homicídios) 51,58 por cada mil habitantes

30. João Pessoa (554 homicídios) 49,17 por cada mil habitantes

34. Manaus (1.024 homicídios) 48,07 por cada mil habitantes

39. Porto Alegre (1.748 homicídios) 40,96 por cada mil habitantes

40. Macapá (191 homicídios) 40,24 por cada mil habitantes

45. Campos de Goytacazes (184 homicídios) 37,53 por cada mil habitantes

47. Campina Grande (153 homicídios) 37,29 por cada mil habitantes

48. Teresina (315 homicídios) 37,05 por cada mil habitantes

49. Vitória (707 homicídios) 36,07 por cada mil habitantes

É isso. Este post sobre os tristes números da violência no Brasil.