Curiosando

Curiosando


Quanto devo guardar por mês do meu salário?

RedaçãoRedação

A disseminação do conceito de saúde financeira se torna cada vez mais popular entre as pessoas, especialmente nos ambientes virtuais, onde sites estão repletos de dicas sobre como economizar, gastar com consciência e guardar dinheiro.

Quanto guardar por mês do salário

O crescimento das buscas sobre esse assunto se deu pelo gasto ostensivo que praticamos em nossa sociedade, por vivermos imersos no mundo do consumismo, muitas vezes gastamos mais do que podemos e no final do mês não sobra nada do salário para guardar.

Dito isso, o intuito deste artigo é explorar as formas de economizar dinheiro e dar dicas sobre o quanto você deve guardar do seu salário mensal, para assim evitar o gasto excessivo e a conta no vermelho no final do mês.

Quanto do meu salário devo guardar?

Com o costume que temos de gastar impensadamente, se tornou vital desenvolver a consciência de que pelo menos uma parte do salário deve ser reservado para um fundo de emergência, ter essa noção evita que você sofra com as dívidas no final de cada mês.

Para que você saiba qual a porcentagem do seu salário deve ser reservado mensalmente, é preciso primeiro saber quais são os seus gastos, fazer o que seria equivalente a um fluxo de caixa para uma empresa. Confira a seguir as dicas para saber quanto você deve reservar a cada mês:

Cria uma planilha com os seus gastos

Para saber quanto você precisa guardar, é preciso fazer uma planilha com os seus gastos mensais, dividir em categorias: Aluguel, alimentação, energia, água, gasolina. Assim será possível ter uma noção de como o seu salário é gasto e equilibrar o consumo, cortando coisas que sejam supérfluas e se atendo ao essencial.

Os especialistas na área contábil indicam que você separe pelo menos 30% do seu salário a cada mês, para que 20% sejam reservados para a sua aposentadoria, é indispensável que haja essa reserva para que você futuramente desfrute dos seus dias de aposentado sem preocupação.

Desenvolva uma estratégia de corte de gastos

Agora que você detalhou os seus gastos mensais na planilha e dividiu em categorias para o quê o seu salário é destinado, agora é o momento de traçar uma estratégia para definir o que é essencial e o que não é, e se é realmente necessário dedicar tantos gastos à uma determinada área.
Não é fácil reservar 30% do nosso salário, com a crise financeira que se instaurou no país, os preços dos produtos em mercado estão cada vez mais caros, assim como a gasolina e o aluguel, mas não é impossível criar as condições favoráveis para guardar parte do seu salário.

Um exemplo disso é, em caso de necessidade, optar por marcas mais baratas no mercado, há muitas opções de boa qualidade e com preços que são mais adequados para o bolso de quem deseja economizar.

Quanto à moradia, você precisa se perguntar se morar em um canto maior onde você paga um aluguel alto, é de fato essencial, ou se seria total possível alugar um local menor com um preço mais acessível. O mesmo se aplica aos gastos com gasolina, há sempre a opção do transporte público algumas vezes na semana para poupar combustível.

Crie uma conta a parte para guardar a sua reserva financeira

Isso é importante, ter uma conta a parte para guardar sua reserva é uma dica antiga. Seja porque manter o dinheiro na nossa conta principal nos dá uma ideia de que é um dinheiro gastável e acabamos torrando tudo, ou seja porque a conta-salário dos bancos cobra taxas absurdas.
Atualmente os bancos digitais estão na moda, alguns como o Nubank, por exemplo, que não cobra taxas anuais e tem uma boa taxa de rendimento na poupança, além de não cobrar por movimentações financeiras, são ótimas escolhas na hora de guardar o seu dinheiro.

Outra dica é: Não deixe o seu dinheiro parado, invista! Busque estudar quais investimentos podem ser rentáveis para você, porque por mais que a poupança oferece rendimento, é uma quantia baixíssima se comparada a outros destinos que você possa dar ao seu dinheiro.

Por que buscar alternativas de renda extra?

Caso não seja possível reservar os 30%, seja porque sua vida social exige muitos gastos e não seja viável cortar muita coisa, há sempre a alternativa de buscar uma renda extra. Veja bem, garantir que mensalmente haja uma determinada quantia na sua poupança é essencial para o seu futuro.

A solução de renda extra está sendo buscada por muitas pessoas no dia de hoje, especialmente na internet, local onde o crescimento de novos empregos aumentou exponencialmente devido à crise gerada pelo novo coronavírus.

Os trabalhos de freelancer estão em alta e há inúmeras plataformas para se conseguir bicos e garantir sua reserva financeira para aposentadoria e emergência. Você também pode optar pelo e-commerce, caso seja comerciante físico ou tenha algum produto para comercializar.

Redação
Autor

Ativar Notificações
Receber notificação de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Ver todos os comentários