Uma das perguntas que a especialista em coloração pessoal mais escuta em seus atendimentos é como escolher o tom de cabelo para cada beleza? O início de uma escolha certa é sempre passar por um teste de coloração pessoal para entender qual a sua cartela de cores e como usá-la para favorecer seu visual.

“Após conhecer a cartela de cores que irá reinar sobre suas escolhas, procure um cabeleireiro visagista para fazer uma leitura das cores que mais harmonizam com a sua pele. Cada escolha tem inúmeras opções e a dica de ouro para escolher o tom de cabelo é: quanto mais parecido ele for com a cor da raiz do seu cabelo, mais natural fica e mais harmônico com as sobrancelhas”, afirma a especialista.

E claro, que quanto mais informações você tiver para passar referências, melhor. Então, comece com a leitura da numeração das cores cosméticas de cabelo. Os números antes do ponto (ou da barra ou da vírgula) indicam a cor da base, ou seja, a profundidade do tom do cabelo natural. “E é daí que seu cabeleireiro vai partir. Na sequência, ele deve avaliar o restante da numeração, que tem a ver com nuances. O meu cabelo, por exemplo, tem profundidade 6, mas posso ter várias nuances: um tom de loiro escuro mais dourado (que é das cartelas quentes), um avermelhado ou um marrom”, completa Luciana.

A especialista ainda dá mais algumas dicas para não errar na escolha. “É importante dizer que quando a gente, como consultora de coloração pessoal, passa cores de referência para a cliente, levando em consideração o TIP (a profundidade analisada na cor cosmética e mais temperatura e intensidade). Mas precisamos entender duas coisas: 1. Existe mais de uma cor que tem resultado harmônico para cada tipo de pele e 2. A cor referência não é a cor cosmética. Ou seja, não quer dizer que o profissional de beleza vai pintar o cabelo daquela cor, mas sim que ela é o resultado desejado. E para chegar nela, depende do conhecimento do profissional, da tinta aplicada e até da reação do próprio cabelo” ressalta.

Para ajudar nesse momento, a Studio Immagine traz uma novidade imperdível: a cartela de mechas. O material traz uma amostra pequena de cada tom de cabelo por estação. A ideia é personalizar ainda mais cada atendimento, mostrando dentro dessas cartelas quais tons funcionam para aquela beleza (uma primavera brilhante não vai ficar bem em todos os tons, por exemplo). Vale considerar também, é claro, o desejo de imagem: sua cliente quer transmitir com os cabelos a ideia de força, acessibilidade, entre outras possibilidades. “Eu adoro esse material porque a cliente pode visualizar como vai ficar o resultado após a aplicação da cor cosmética e até levar pra casa ou para mostrar para seu cabeleireiro exatamente o que ela deseja” finaliza Luciana.

Para conhecer mais sobre coloração pessoal e sobre a Studio Immagine acesse https://studioimmagine.com.br/.

Gosta de jardinagem e natureza?

Adoro Plantas no Instagram
Ativar Notificações
Receber notificação de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Ver todos os comentários