De acordo com o relatório “Football Money League” da Deloitte, o Real Madrid e o Barcelona são os clubes mais ricos do mundo. Nenhuma novidade portanto.

Independente da posição, não é nenhuma surpresa que estas equipes contratem os melhores jogadores do mundo; afinal, dinheiro não é problema.

Cerca de 40% do total arrecadado pelos 20 clubes mais ricos, vem das receitas de TV. Na Premier League o valor pago a cada clube é gigantesco. Não é a toa que cinco equipes estão entre os 10 clubes mais ricos e TODOS os clubes que disputam a primeira divisão inglesa entraram no top 40; é a única liga de futebol a conseguir essa façanha. Situação inversa vive a Itália. Em 2001, cinco times faziam parte do TOP 10, enquanto este ano apenas a Juventus aparece entre os 10 times mais ricos do mundo.

Já para a revista norte-americana “Forbes”, os clubes mais ricos são medidos de acordo com o patrimônio que possuem: estádio, valor da marca, elenco, etc, ou seja, são classificados como os clubes mais valiosos.

Nestes critérios, adivinhe só: o líder novamente é o Real Madrid, que vale mais de 3 bilhões de dólares, seguido pelo Barcelona, com valor também superior a 3 bi.

Porém, um novo estudo divulgado pela KPMG, grande empresa de prestação de serviços profissionais, o Manchester United é o primeiro clube de futebol a valer 3 bilhões de euros! Confira este ranking divulgado no final de maio de 2017:

1. Manchester United: 3.004 bilhões de euros
2. Real Madrid: 2.895 bilhões
3. Barcelona: 2.688 bilhões
4. Bayern de Munique: 2.367 bilhões
5. Manchester City: 1.909 bilhões de euros

Clubes mais valioso do mundo 2016

Os números do ranking a seguir foram atualizados em janeiro de 2017:

1. Real Madrid: 3,4 bilhões de euros

2. Barcelona: 3,3 bilhões de euros

3. Manchester United: 3,1 bilhões de euros

4. Bayern de Munique: 2,5 bilhões de euros

5. Arsenal: 1,9 bilhão de euros

6. Manchester City: 1,8 bilhão de euro

7. Chelsea: 1,5 bilhão de euro

8. Liverpool: 1,4 bilhão de euro

9. Juventus: 1,2 bilhão de euro

10. Tottenham: 961 milhões de euros

11. Borussia Dortmund: 788 milhões de euros

12. Milan: 777 milhões de euros

13. PSG: 767 milhões de euros

14. Schalke 04: 617 milhões de euros

15. Atlético de Madri: 597 milhões de euros

16. Inter de Milão: 527 milhões de euros

17. West Ham: 511 milhões de euros

18. Roma: 479 milhões de euros

19. Napoli: 373 milhões de euros

20. Newcastle: 361 milhões de euros

Clubes mais ricos do mundo 2016

A lista abaixo foi elaborada e divulgada anualmente pela Deloitte, uma das maiores empresa de consultoria do mundo, mostra os valores que os clubes faturaram – não confundir com a outra lista, publicada no começo deste post, que aponta os clubes mais valiosos, levando em conta o valor do “nome”, da “marca” de cada clube.

Para se chegar aos números apresentados aqui, a empresa calculou os valores arrecadados com vendas de ingressos, camisas e outros materiais esportivos licenciados, cota referente aos direitos de transmissão em rádio, TV e outras mídias (como internet e celulares) de todo o ano de 2012.

Curiosidade: o Real Madrid lidera a lista dos times mais ricos do mundo pelo 11º ano consecutivo; veja:

Real Madrid (577 milhões de euros)

Barcelona (560,8 milhões)

Manchester United (519,5 milhões)

Paris Saint-Germain (480,8 milhões)

Bayern de Munique (474 milhões)

Manchester City (463,5 milhões)

Arsenal (435,5 milhões)

Chelsea (420 milhões)

Liverpool (391,8 milhões)

Juventus (323,9 milhões)

E no Brasil? Por aqui quem costuma fazer a avaliação dos clubes é a BDO Sports Management, que considera o fluxo de caixa e “diferenciais de marca”, além de pesquisar dados do torcedor, ou melhor, das características de cada torcida, para definir o quão valioso é o clube. E após cinco anos o Flamengo ultrapassou o Corinthians e assumiu o topo do ranking; confira:

Clubes mais valiosos do Brasil

Saiba quanto valem os maiores clubes do Brasil; atualizado em dezembro de 2015:

1. Flamengo (1,2437 bilhão)
2. Corinthians (1,2414 bilhão)
3. São Paulo (878,1 milhões)
4. Palmeiras (651,2 milhões)
5. Grêmio (590,1 milhões)
6. Internacional (580,7 milhões)
7. Cruzeiro (512,2 milhões)
8. Santos (404,6 milhões)
9. Atlético-MG (394,8 milhões)
10. Vasco (359,3 milhões)
11. Fluminense (256 milhões)
12. Botafogo (209,3 milhões)
13. Atlético-PR (146,8 milhões)
14. Coritiba (141,2 milhões)
15. Bahia (102,5 milhões)
16. Sport (87,4 milhões)
17. Vitória (78,5 milhões)
18. Goiás (63,7 milhões)
19. Portuguesa (58,4 milhões)
20. Figueirense (51,2 milhões)
21. Criciúma (40,5 milhões)
22. Avaí (39,5 milhões)
23. Náutico (36,4 milhões)
24. Ponte Preta (35,5 milhões)
25. Santa Cruz (32,9 milhões)
26. Guarani (19,1 milhões)
27. Ceará (19 milhões)
28. Paraná (18,8 milhões)
29. Atlético-GO (17,6 milhões)
30. Fortaleza (13,4 milhões)

Fonte: Análise BDO Sports Management