BBB22: Layout maximilista, jogo de cores e arquitetura para gerar entretenimento

Cores estratégicas, menos cômodos, áreas de descompressão e cama suspensa. O que pode ser inspiração para a casa da vida real? Arquitetos da Go Up Arquitetura analisam a casa mais vigiada do país

Nos últimos dias, o assunto nas redes sociais é só um: o Big Brother Brasil 2022. O enredo é o mesmo: 20 pessoas confinadas em uma casa para um jogo que vale um prêmio milionário.

Se o jogo é de convivência, a estrutura da casa é pensada para aflorar sentimentos. Por isso, pedimos às arquitetas da Go Up Arquitetura para analisarem a nova moradia dos brothers.

Layout da casa mais vigiada do Brasil

A análise começa pelo layout da casa. Tudo é projetado para impactar convivência e, na visão das arquitetas, as cores têm papel fundamental. A casa é separada por ambientes internos – com profusão de cores vibrantes e sem espaço livre e externos – com cores mais leves e alegres, com tons pastel e claras, que tem o objetivo de relaxamento.  “Todas as áreas de parede ao teto tem cor, decoração ou luzes extremamente fortes, isso por que as cores mais vibrantes deixam as pessoas mais agitadas e estressadas, a iluminação outro ponto de atenção , luzes de tonalidade branca interferem diretamente nos hormônios de sono e estresse, deixam as pessoas mais alertas, mais acordadas e mais estressadas”, revela Amanda Mori, sócia e arquiteta da Go Up Arquitetura.

A arquiteta observa ainda que não há no ambiente espaço de personalização, já que tudo é tomado por cores vibrantes e estamparias. “Isso não proporciona aquele sentimento de: “chamar de casa” ou “um lugar para chamar de meu”. “Imagino que seja por estratégia para que os participantes não tenham sentimento de pertencimento, ficando com sentimentos mais confusos”, ressalta Mori.

Uma das novidades desta edição está no único banheiro da casa. “O banheiro é realmente um ponto de conflito em nosso dia a dia. Com 20 pessoas e um chuveiro só, a hora de tomar banho vira um motivo de confusão. E esse é o intuito do programa”.

Poucas camas nos quartos já é uma estratégia antiga no BBB, mas neste ano, além do layout, a novidade está na cama suspensa. Segundo o arquiteto Denis Mignoli, da Go Up Arquitetura, uma cama neste estilo precisa ser segura, quando pensamos na adaptação para a vida real. “Dentro da casa, acredito em uma estratégia de conflito e VT também – imagina alguém tentando subir depois de uma festa? Mas, a adaptação para a vida real não é segura”, explica o arquiteto.  

Para quem gostou da ideia da cama suspensa, o time de arquitetos da Go Up dá a dica. “Uma cama suspensa precisa de  uma estrutura bem pensada para suportar a movimentação, o peso quem dorme ali, como na casa é importante ter uma grade que impede a eventual queda, além disso é preciso atentar-se ao pé direito, altura que está instalada a cama, para que ao levantar a pessoa não bata a cabeça no teto”, explica Denis.

Mas, podemos adaptar as referências para a vida real? A arquiteta Amanda Mori não aconselha as inspirações de cores e luzes, por exemplo. “Casa tem que ser medida pelo estilo de vida, com cores e luzes que proporcionem bem estar, descanso, estudo trabalho e momentos de diversão. Tudo na medida”.

Porém por outro lado o layout e disposição dos móveis, como por exemplo, os muitos lounges, os lugares para sentar-se e conversar e na disposição das cozinhas Vip e Xepa – lado a lado, proporcionam uma interação maior entre os participantes. “Isso pode e deve ser reproduzido na nossa casa, com tantos estímulos, telas e gadgets, nada melhor do que o poder estar e conviver com aqueles que amamos de uma maneira harmoniosa. A cozinha é um ponto de harmonia em qualquer família”, revela Denis.

Jogo das cores

As cores influenciam diretamente no nosso humor e na casa os arquitetos chamam a atenção da escolha do roxo no lounge interno, isso porque é uma cor que estimula o imaginativo das pessoas, mas também está ligada a riqueza, nobreza e luxo. Todas as cores são bastante saturadas e vibrantes, além de ficarem melhor na tela para quem assiste, tem essa relação do estresse visual constante e do estímulo mental nos participantes. “Na vida real sempre indicamos utilizar cores mais fechadas e pasteis, que causam um efeito contrário ao de estresse visual, ideal para a vida contemporânea repleta de estímulos de todos os lados. É interessante também utilizar tonalidades que remetam ao natural, isso cria conexão e são cores mais atemporais que não ficarão enjoativas em pouco tempo”, explica Amanda Mori.

Descompressão na área externa

A diferença entre as áreas internas e externas é clara, principalmente nas cores. Na presença da piscina, na hidromassagem e no jardim. “O gramado é o único ponto de conexão com o natural.  A água tem um efeito de relaxamento associadas as cores pasteis azul e rosa é provável que seja o único lugar mais zen da casa. Certamente será o lugar que as pessoas farão as pazes! Outro ponto é que é o local de festa e eventos precisa ser mais descontraído e leve, para que os participantes se soltem e as coisas aconteçam de forma mais natural e menos pensada e mais autêntica, revela Amanda.

Inspiração de maximalismo

Na nova casa do BBB, há uma inspiração clara de maximilismo, um movimento artístico arquitetônico forte nos anos 60 e 80, onde o MAIS é mais. Um estilo excêntrico, que mistura materiais, estilos visuais, texturas, estampas e cores no mesmo lugar, trazendo esses elementos para a contemporaneidade sobre uma roupagem moderna e inusitada. “É um estilo que tem a ver com exagero, riqueza, exuberância, sobre ser visto e sobre chamar atenção. Para um programa que vale um prêmio milionário, nada mais adequado”, ressalta a arquiteta.

Instagram Adoro Plantas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui