Uma sociedade mais humanizada e preocupada com o próximo surge

O novo normal

Nesse momento único e delicado que estamos vivendo atualmente, as pessoas estão cada vez mais trocando informações, compartilhando as novas experiências e dicas de como passar essa fase da melhor maneira possível. E com isso, podemos dizer que sim, é totalmente possível ter empatia com o próximo, resgatando um conceito de humanidade que há muito não era vivenciado.

O novo normal

Mas em meio a todas essas precauções e notícias tensas, não devemos nos esquecer de que arejar o cérebro nos ajuda a lidar melhor com situações difíceis. Ainda bem que a internet – agora mais do que nunca, já que devemos ficar em casa por mais tempo – conta com diversos sites para os mais variados hobbies. Se curte esportes e apostas, por exemplo, é só escolher sites confiáveis para garantir que a diversão seja segura. O mesmo vale para coisas básicas como jardinagem e culinária, por exemplo. O que importa é encontrar algo que traga felicidade e que seja um passatempo prazeroso que nos auxilie a recarregar nossas “baterias” de boas energias.

Cuidar da saúde mental, é uma das formas que o ser humano tem buscado para amenizar os efeitos desse período de Covid-19. O foco no tema nunca esteve tão alto, através da busca do bem-estar e da qualidade de vida, para que possamos enfrentar essa crise juntos sem descuidar da nossa saúde e da de quem amamos, claro.

A pandemia também nos ensina o significado de vivermos num mundo interconectado. Não existe mais ações isoladas de um país específico. O vírus não conhece essas fronteiras. Os profissionais do futuro vão ser capazes de entender a mudança e reformular tudo o que já existe, buscando antecipar o impacto que suas ações em múltiplos níveis e contextos terá.

E num mundo em constante (e rápida) transformação, atualizar nossos conhecimentos é uma questão de sobrevivência no mercado. Mas a era de incertezas, pós-pandemia, aguçou esse sentimento nas pessoas, que passam nesse primeiro momento, a ter contato com cursos online com o objetivo de aprender coisas novas, turbinando o currículo ao mesmo tempo em que se diverte e/ou se prepara para o novo-normal do mundo. Afinal, muitos empregos estão sendo perdidos; outras atividades ganham menos espaço, enquanto outros serviços aumentam de demanda no mercado que não tem escolha a não ser se adaptar.

Estamos vivendo uma situação de extremo estresse, é verdade, e devemos lembrar que ela é igual para todos, portanto, estaremos num mesmo navio quando isso passar. As pessoas estão aproveitando a experiência do momento para resgatar velhos hábitos, outrora tradicionais. Podemos assim afirmar que estamos vivendo um novo processo de autoconhecimento. Muita gente pode estar descobrindo talentos justamente porque foi obrigada a se olhar e procurar entender que depende de nós a busca pela felicidade.

Com a quarentena, tivemos que interromper o ritmo de piloto automático e reavaliar as nossas vidas – e por que não, nossas atitudes. Em momentos de crise temos duas opções: reclamar do confinamento ou reaprender a conviver com as pessoas que amamos.

A pandemia global pelo novo coronavírus poderá ser conhecida no futuro como a maior crise enfrentada pela humanidade no século 21

A percepção de nossa vulnerabilidade e da falta de controle podem acelerar o pensamento, mas é nessa hora que nos damos conta de que não fazemos nada sozinhos e que cada um pode fazer a diferença para a comunidade como um todo.

Será que a humanidade voltará a ser como antes? Podemos usar essa experiência para valorizar mais as pequenas coisas, que vão desde um simples passeio no parque ao almoço de domingo na casa dos pais ou avós. Bem como, tomaremos mais cuidado ao fazer compras, tentando não levar as mãos à boca e aos olhos antes de higienizá-las com água e sabão ou álcool gel. Isso por si só já irá nos prevenir de perder dias ou semanas na recuperação de gripes e resfriados, protegendo também as pessoas queridas que moram conosco.

As empresas também terão de se adaptar a essa nova realidade. Em publicidades de agora, muitas já ressaltam além da qualidade dos produtos e serviços, os diferenciais em suas políticas de cuidados e higiene para com colaboradores e clientes.

Um dos maiores desafios da humanidade é viver em proximidade com outras pessoas. Durante o confinamento, ficamos mais ansiosos e impacientes. Ao mesmo tempo, o agora nos exige mais calma, comunicação e tolerância para manter a harmonia. A falta de empatia é o que mais causa discussões e brigas em qualquer ambiente e pelos mais variados motivos. Então, o caminho a ser seguido é respirar, recuperar o fôlego e não se deixar levar pela raiva do momento; dessa forma fortaleceremos os laços afetivos com as pessoas ao nosso redor.

E para terminar de forma positiva, uma bela ilustração para clarear nossa percepção do que afinal se trata esse “novo normal”. O infográfico produzido pela equipe de pesquisa e conteúdo do site de caça níquel online Betway Cassino, ajuda a assimilar o novo padrão que nós como comunidade deveremos adotar para voltar a aproveitar a vida de forma plena ao mesmo tempo em que cuidamos da nossa saúde:

Infográfico produzido pela equipe Betway Cassino
Ativar Notificações
Receber notificação de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Ver todos os comentários