Qual a relação entre a saúde bucal e doenças graves?

Embora nem todos saibam, os cuidados com a cavidade oral são essenciais para evitar doenças em outras áreas do corpo. Veja qual a relação entre a saúde bucal e doenças graves e outros órgãos!

Muitos problemas com a saúde bucal podem afetar outros órgãos. Portanto, as doenças na cavidade oral vão muito além de cáries e outros problemas.

Ao cuidar da higiene bucal, o indivíduo está também cuidando de todo o seu corpo, prevenindo-o contra doenças sistêmicas. É importante saber que essas doenças, resultantes da má higiene bucal, podem ocasionar até a morte. Entenda!

Como a saúde bucal pode afetar outras áreas do corpo?

Por ser responsável pelo funcionamento de todo o organismo, afinal, a cavidade bucal é a primeira etapa do processo de digestão e absorção de nutrientes, ela também é tida como a porta de entrada para diversas bactérias.

Portanto, manter a saúde bucal em dia é muito importante para a saúde de todo o corpo. Vale ressaltar que as doenças bucais não afetam apenas as gengivas, dentes, língua e bochechas. Mas sim, afeta órgãos essenciais para a vida, como o coração.

Entre as principais doenças orais, temos:

  • Tártaro: placa bacteriana que pode resultar na gengivite e periodontite;
  • Periodontite: inflamação bacteriana, resultante da gengivite mau curada e que traz
  • muito perigo à saúde do coração;
  • Cárie: embora comum, causa inflamações na gengiva e danos ao esmalte do dente;
  • Gengivite: inflamação resultante de bactérias, que causam sangramento, ardência e, inclusive, mau hálito;
  • Halitose: resultante de quaisquer uma das inflamações acima.

É importante saber que a periodontite em maior grau pode resultar no enfraquecimento do osso. Isso faz com que a pessoa corra grandes riscos de perder o dente.

Além disso, se não tratada, pode resultar em sérias complicações ao coração. Afinal, a bactéria responsável pode percorrer as correntes sanguíneas, alcançando o órgão.

Portanto, o indivíduo pode passar a sofrer de problemas cardiovasculares. Daí a importância de manter uma frequência ao dentista para identificação e acompanhamento.

E para ter essa periodicidade, existem os planos odontológicos, que acabam por reduzir possíveis gastos com consultas e tratamentos. Por meio do plano de saúde odontológico, os pacientes usufruem de maior frequência no atendimento, já que as consultas de rotina fazem parte convênio, tratamento ágil, atendimento em várias redes e procedimentos de prevenção.

O que são doenças sistêmicas e do que se trata a odontologia sistêmica?

Doenças sistêmicas acometem vários tecidos e órgãos, o que gera um transtorno para o bem-estar da pessoa. Mas, o que é odontologia sistêmica?

A odontologia sistêmica visa analisar os pacientes que sofrem com algum problema bucal e o quanto isso afeta o organismo, tanto na esfera comportamental, quanto emocional e mental.

Portanto, os cuidados com a higiene da boca vão além da estética e a odontologia sistêmica visa avaliar todo o funcionamento do corpo, de forma a proporcionar melhor qualidade de vida para as pessoas.

Para isso, inclui tratamento integrativos, bem como complementares. Entre eles, engloba terapia floral, fitoterapia, homeopatia e outros. Além disso, proporciona a prevenção do agravamento de diferentes doenças por meio da higiene bucal por profissionais especializados.

Doenças gerais com relação à saúde da cavidade bucal

Doenças cardiovasculares

Como já mencionamos, algumas bactérias podem chegar ao coração por meio de

problemas na boca. Ou seja, elas são ‘enviadas’ ao coração através da corrente sanguínea.

Assim sendo, causam a redução da circulação sanguínea nos vasos do coração. Com isso, doenças coronárias, além de aumentar os riscos de infarto ou derrame.

Ansiedade

É bastante comum que indivíduos ansiosos sofram de bruxismo. Essa doença não deve ser vista como sem importância, já que pode lesionar a articulação da mandíbula, os ossos e a gengiva.

Diabetes

Paciente diabéticos têm maiores chances de desenvolver doenças bucais, como cáries, gengivite e infecções. Além disso, há maior probabilidade de ocorrer perda óssea na região dos dentes.

Portanto, quando a saúde bucal não está em dia, o controle do diabetes pode ser prejudicado.

Osteoporose

Embora muitas pessoas não saibam, a saúde bucal, quando afetada, pode ter relação com a redução da massa óssea corporal. Então, a primeira fase da osteoporose pode estar presente nos dentes, de acordo com especialistas.

Os sinais incluem: retração da gengiva, dentes soltos, problemas na mandíbula e outros.

Então, agora você já sabe que a falta da higiene bucal pode resultar em diferentes problemas à saúde. Além disso, informamos sobre a importância de fazer acompanhamento com um dentista.

É importante manter os cuidados com a saúde bucal, de forma a cuidar de todas as áreas do corpo e mente.

Por: Andreia Silveira, do site PlanoDeSaude.net.

Instagram Adoro Plantas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui